Publicado por: Evandro Dias | 08/12/2010

Minhas experiências II

Desde que cheguei aqui em Bacolod, tenho observado tudo que acontece nessa nova cultura e estilo de vida dos Filipinos, ouvindo os Cooperantes Alemães que aqui estão, posso entender um pouquinho e por isso vou me arriscar a fazer uns cometários.

Negros onde estou morando, tem uma população de quatro mihões de pessoas, sendo que desse total 1% é totalmente rico, ou seja 1% de quatro milhões é 40 mil pessoas super ricas, morando todos em Bacolod a Capital da Provincia, é esse 1% que tem todo poder, manda e desmanda, e aí daquele, que se atravessar na frente deles, as propriedades rurais também estão sobre seus poderes, com plantação de cana-de-açúcar em grandes escala. A cidade tem muitas subdivisões fechadas, fiquei impressionado com tamanha quantidade quando estávamos procurando casa para alugar. Na média cada subdivisão tem umas 300 casas outras até mais, uma mais bonita que a outra.

Do outro lado da moeda, é que o bicho pega como diz o ditado, com a plantação de cana de acúcar, e os ricos tendo todo o monopólio da terra, o pobre não tem onde trabalhar e muito menos morar, impondo-lhe uma tarefa de lutar para sobreviver. A vida mais dificil é dos trabalhadores da plantação de cana de açúcar, eles trabalham sem eguipamentos adequado e ganhando míseros salários. Na cidade, tem uma grande quantidade de gente, trabalhando no transporte público, em quase todas as esquinas tem um ponto de Bycicle ou Trycicle, acredito que tem mais bicicletas e motos oferecendo serviços do pessoas, por isso torna-se muito disputado cada passageiro, ainda tem os jeepney em grande quantidade, muitos as vezes rodam a linha toda sem passageiro, é como jogar um grão para dez passarinhos. Os Jeepney e os outros meios de transporte são todos dos ricos e os trabalhadores só ganham uma merreca, uma passagem aqui custa 7 pesos, equivalente a 25 centavos de reais. A mão de obra é super barata, tenho observado que tem muita escravidão, e por isso os ricos tem as casas cheias de “empregados”. A riqueza aqui, está nas mãos de poucas familias que tem muito poder e influência política.

60% dos filipinos vivem na média com 42 pesos, equivalente a 1,60(um real e sesenta centavos), pare e pense comigo isso é muito pouco sinceramente à princípio não acreditei, só agora depois de alguns depoimentos pude comprovar, no inicio a casa que alugamos precisava de uma reformar, então arrumamos uns trabalhadores para trabalhar na reforma, apartir daí é que vi que eles comem muitas vezes só o arroz, graças a Deus que aqui tem muito arroz, se não mais dificil era para esse povo. Um Técnico que trabalha no governo ganha por dia em média 250 pesos, equivalente a 9,57(nove reais e ciqüenta centavos), comparando com o Brasil que um técnico de governo deve ganhar o dobro ou talvez o triplo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

  • Nenhuma categoria
%d blogueiros gostam disto: